Edilma Duarte
Cautela

Como você certamente já viu, leu ou ouviu no noticiário, a Ponte da Amizade continuará fechada e não há data prevista para a reabertura.  A decisão partiu do governo paraguaio e foi comunicada pelo próprio ministro da Saúde, Julio Mazzoleni. “Tudo depende de como a pandemia do Covid-19 ocorre no Brasil”, disse o ministro que contou com o aval de especialistas nessa decisão.

 

Opinião do médico 

O médico pneumologista do Hospital Regional de Ciudad del Este Carlos Pallarolas, que também integra a equipe de trabalho da Décima Região de Saúde para conter o avanço da Covid-19 em Ciudad del Este, avalia a situação atual do lado de cá e concorda com a decisão oficial de manter a fronteira fechada.

 

De olho no Brasil

O pneumologista paraguaio cita a taxa de transmissão comunitária em Foz e nas cidades vizinhas, muito maior do que a de seu país. Para ele, o mais sensato é esperar a curva começar a diminuir no Brasil para dar início aos treinamentos para a abertura da ponte o que, segundo ele, levaria de dois a três meses. Partindo dessa informação conclui-se que, até o fim do ano –que já sobe a ladeira-, tudo seguirá igual. 

 

Jovens e promissores   

Ainda repercutindo a fatalidade que levou o presidente do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) municipal, Eduardo Teixeira, é impossível não refletir sobre estes tempos estranhos e nas peças que vêm nos pregando. Justo quando se percebe necessário abrir caminho ao novo, a ideias novas, e jovens brilhantes como Eduardo Teixeira se destacam, trazendo frescor e ares de renovação para a política local, o destino decide o contrário.

 

Jovens promissores 

Há cerca de dois meses uma tragédia interrompia a trajetória de Phelipe Mansur, um jovem de 37 anos que assim como Eduardo Teixeira, era importante liderança política em Foz do Iguaçu. Mansur havia lançado em dezembro de 2019 sua pré-candidatura à prefeito de Foz em 2020, pelo se partido, o Republicanos.

 

Novo velho imposto

Qual seria a razão de tanta insistência do ministro Paulo Guedes na aprovação do novo imposto, primo carnal do CPMF, no Congresso Nacional? Resposta simples: se prosperar, esta virá a ser uma das maiores fontes de receita do governo. A arrecadação do novo tributo poderá chegar a R$ 120 bilhões, mais do que o IPI, o Imposto de Importação ou do IOF. Mas as negociações estão em andamento e parece que a pauta não conta

 

Ovo semicaipira

Se você comprou, e até comemorou o fato de sua cartela ter vindo premiada com duas gemas em absolutamente todos os ovos, saiba que não se trata de sorte, mas sim, de algum “experimento científico” que a coluna ainda não entende mas promete pesquisar.  Os tais ovos são completamente limpos –o que seria impossível em um caipira de fato-, e as gemas –duplas-, são de um amarelo desbotado. 

 

Teste de popularidade

Jornalista e empresário da Comunicação, com trânsito livre em Brasília, Paulo César Oliveira publicou nota em seu blog em que entrega estratégia do Partido dos Trabalhadores (PT) nas eleições municipais. O intuito é resgatar eleitorado e militância, perdidos depois da prisão do ex-presidente Lula.

 

A estratégia 

O PT pretende usar como cabo eleitoral nas maiores capitais brasileiras Lula e o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad.  Segundo Paulo César esta seria uma tentativa de colocar Lula novamente na mídia e testar a sua popularidade. É possível que tenham uma baita surpresa nestes tempos de bolsonarismo.