Municípios do entorno do PNI devem ficar com uma fatia da arrecadação


- Por: Redação 1

Municípios do entorno do PNI devem ficar com uma fatia da arrecadação
O deputado Vermelho com o ministro Ricardo Salles e o presidente do DEM, Matheus Veloso, conversam sobre a nova concessão do Parque Nacional do Iguaçu

O deputado federal Vermelho quer aumentar a arrecadação dos municípios ao entorno do Parque Nacional do Iguaçu, destinando parte de sua arrecadação às prefeituras.
O deputado do PSD já conversou com o presidente Bolsonaro e vem articulando com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, para concretizar a proposta, que é um sonho antigo da população do Oeste e Sudoeste. Bolosaro e Salles se mostraram favoráveis à proposição de Vermelho.  
Ao mesmo tempo, o deputado acompanha os estudos do projeto da futura licitação, desenvolvidos pela BF Capital, vencedora do pregão eletrônico sob a responsabilidade BNDES. (ver box)
Na região Oeste são vizinhos do parque as cidades de Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Medianeira, Serranópolis do Iguaçu, Matelândia, Ramilândia, Céu Azul, Vera Cruz do Oeste, Santa Tereza do Oeste e Lindoeste. No sudoeste, são os municípios de Santa Lúcia, Capitão Leônidas Marques e Capanema.
Vermelho pretende realizar uma reunião em Foz do Iguaçu com a presença do ministro Ricardo Salles, prefeitos e lideranças dos 14 municípios lindeiros.
A data ainda não foi confirmada. “Nós queremos um debate amplo e aberto, construir uma agenda positiva com Foz do Iguaçu e todos os municípios que fazem divisa com o parque”, afirmou Vermelho.
 “Primeiro queremos dialogar com os prefeitos, construir uma proposta junto com a sociedade e apresenta-la ao ministro nesta reunião para que a região tenha uma participação mais efetiva possibilitando mais investimentos em divulgação, infraestrutura e educação ambiental”, acrescentou.
O deputado entende que a região lindeira ao parque tem um potencial gigantesco para o turismo, lazer, recreação e conhecimento. “Se esse potencial for bem aproveitado, poderá trazer novas oportunidades econômicas aos moradores que ajudam a preservar essa reserva”, conclui Vermelho.

Da assessoria

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas