Chico Brasileiro pede aumento da cota de compras nas lojas francas em Foz


- Por: Redação 1

Chico Brasileiro pede aumento da cota de compras nas lojas francas em Foz
Prefeito Chico Brasileiro em Brasília pede aumento da cota de compras das lojas francas de Foz do Iguaçu


O prefeito Chico Brasileiro formalizou, na última quarta-feira (05) em Brasília (DF), o pedido de elevação da cota de US$ 300 (R$ 1,5 mil) para US$ 500 (R$ 2,5 mil) nas lojas francas (sem taxas) em Foz do Iguaçu. O pleito foi encaminhado ao coordenador-geral do Ministério da Fazenda, Andrey Aurélio de Sousa Correia. O reajuste do limite viria em um momento oportuno para o Destino, dizem lideranças do setor de turismo.
A proposta encaminhada por Chico Brasileiro faz parte do plano de retomada do turismo e classificação de Foz do Iguaçu como um centro internacional de compras, atraindo os brasileiros residentes nos grandes centros urbanos. "Poderá ser uma grande conquista para consolidar o turismo de compras como um grande atrativo que se somará aos já reconhecidos", disse.
 A cidade já tem a estrutura, segundo o prefeito, para receber bem o turista brasileiro e agora pode ser uma boa opção de compra, com comodidade e conforto. "O aumento da cota para U$ 500 amplia também o número de visitantes brasileiros. Isso será muito importante no plano de retomada econômica de Foz do Iguaçu", afirmou Brasileiro.
Foz do Iguaçu conta atualmente com duas lojas duty free e tem previsão de receber mais duas nos próximos meses. "Há um esforço conjunto por parte da prefeitura e do setor produtivo na busca desta retomada no mais curto tempo possível", avaliou o prefeito.

Momento oportuno
"O aumento da cota de compras para os free shops localizados em Foz do Iguaçu contribuirá para uma mais breve e efetiva retomada do turismo no Destino". A avaliação é do presidente do Visit Iguassu Convention Bureau, Felipe Gonzalez. De acordo com ele, "o momento é mais que oportuno".
"Visto que a cidade está em pleno desenvolvimento e mesmo durante a pandemia conseguiu avançar nas obras estruturantes principais", ressaltou Gonzalez. Entre as ações listadas pelo presidente do Visit Iguassu estão a reforma e ampliação da pista do Aeroporto Internacional e a construção Ponte Internacional da Integração Brasil-Paraguai, a segunda unindo os dois países na região de Foz do Iguaçu.
"Além de contar com grandes investimentos do setor privado na melhoria e ampliação de seus equipamentos, inaugurações e lançamentos de novos atrativos turísticos", ressaltou Gonzalez. Que completou: "Enfim, trata-se de um importante incentivo para que Foz do Iguaçu alcance novos recordes de visitação".

Ronildo Pimentel

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas